.

Slider

Nesta área esperamos esclarecer algumas das dúvidas mais comuns dos pais.

 

Meu filho no Escotismo?

 

Há coisas que a gente nunca esquece, principalmente das lembranças da infância.

Nos dias de hoje, onde os problemas sociais parecem evidentes, acabamos limitando as opções de lazer da criança.

O que fazer quanto as opções se limitam a TV e ao vídeo game? E quando a Rua ou alguns amigos não parece ser a melhor opção? Talvez a prática do Escotismo seja uma boa saída! Em um ambiente fraterno e familiar, jovens de todas as idades se reúnem semanalmente para aprender e se divertir. Mas não é o mesmo aprendizado da escola onde, muitas vezes,

o processo pedagógico se limita a transmissão de conteúdo e avaliações. O movimento escoteiro prepara para a vida.

Queremos ajudar os jovens brasileiros a serem: Melhores para o Brasil, cidadãos que tenham opinião própria para serem participativos. Melhores para o mercado de trabalho, que exige profissionais preparados para um mundo Global, flexíveis e que saibam trabalhar em grupo. Melhores para a sociedade, Onde a cortesia e a ética parecem cada vez menos

importantes. Melhores para o Mundo, Que saibam preservar a Natureza e o planeta. Legado das futuras gerações.

Quem vai lidar com meu filho?

 

Por serem organizações locais, os grupos escoteiros utilizam como Recursos Adultos as pessoas de sua própria comunidade, isso já serve de referência suficiente para uma primeira avaliação sobre quem são os voluntários a serviço dos jovens. A essa característica são adicionadas dezenas de horas de treinamento (realizados por especialistas de cada área do conhecimento) e acompanhamento (realizado através de pessoas mais experientes - Os Assessores Pessoais de Formação).

Um voluntário do movimento, sem contar o acompanhamento e a prática supervisionada, não concluí sua formação antes de uma quantidade não inferior a 100 horas de treinamento. Como você pode observar o escotista, voluntário especializado na atuação com os jovens, tem um alto comprometimento para levar atividades que, além de divertidas, são pedagogicamente desenvolvidas para atender as necessidades físicas, mentais, sentimentais, espirituais e de formação do caráter para os membros juvenis.

O que meu filho vai aprender?

 

Depende da sua idade, vamos ver: Se ele(a) tem entre 7 e 10 anos - Ele(a) vai fazer

parte de uma Alcatéia, se reunirá em pequenos grupos chamados Matilhas e vai ser um Lobinho. Com esta idade as atividades terão ênfase no processo de socialização da criança através de atividades lúdicas baseadas na obra "O livro da Jângal", de Rudyard Kipling - Prêmio Nobel de Literatura.

Se ele(a) tem de 11 a 14 anos - Ele(a) vai fazer parte de uma Tropa Escoteira, se reunirá em pequenos grupos chamados Patrulhas e vai ser um Escoteiro. Com esta idade as atividades terão ênfase no processo de criação e ampliação da autonomia em atividades fundamentadas na vida em equipe e no encontro com a natureza.

Se ele(a) tem de 15 a 17 anos - Ele(a) vai fazer parte de uma Tropa Sênior, se reunirá em pequenos grupos chamados Patrulhas e vai ser um Escoteiro ou uma Guia. Com esta idade as atividades terão ênfase no processo de auto conhecimento, aceitação e aprimoramento de suas características pessoais através de atividades que auxiliem na

superação de desafios.

E se ele(a) tem de 18 a 21 anos incompletos - Ele(a) vai fazer parte de um Clã Pioneiro, se reunirá em pequenas Equipes e vai ser um Pioneiro. Com esta idade as atividades terão ênfase no processo de auto conhecimento, aceitação e aprimoramento de integração do jovem ao mundo adulto, privilegiando sobretudo o serviço à comunidade.

Afinal, o que é Escotismo?

 

Todos conhecem o escoteiro, mas o escotismo, como movimento de formação dos jovens, na realidade ainda é pouco conhecida. O que vemos, por exemplo, nos dias de hoje, constituir-se numa das maiores preocupações em nossa comunidade? Não é desenvolver o espírito comunitário e a integração social? Isto sempre foi o programa do escotismo, um Movimento sem preconceitos de cor classe, classe, raça ou credo, desenvolvendo a fraternidade habituando o jovem à boa ação e promovendo o espírito de cooperação com a comunidade.

Desenvolver um sadio civismo? O escotismo é a vanguarda da educação cívica, como escola de preparação para a cidadania ativa. A preparação da população para a defesa civil e o socorro quando ocorrem cataclismas e situações de emergência? É isso exatamente que o escotismo sempre ensinou, através de provas e especialidades. Aprender nós, pioneiria, cozinha, sinalização, morse, leitura de mapas, primeiros socorros, orientação pela bússola e estrelas, serviço comunitário etc, são coisas que o escoteiro sempre fizeram. As empresas estão procurando líderes, homens de iniciativa e empregados leais, ativos, honestos, não é? Pois é isso que o escotismo, há 75 anos está lhes fornecendo!

O que falta é a divulgação maciça do que o Movimento Escoteiro faz pelo jovem, para que todos conheçam o escotismo como realmente é. O escotismo procura dar ao jovem um padrão de conduta, preparando-o moralmente e provendo-o de recursos para ser um cidadão útil à comunidade, ciente de seus deveres e o obrigações.

A responsabilidade de criar condições mais favoráveis para um futuro melhor cabe a todos nós. Não seria justo desfrutar do esforço de outras pessoas, apenas aplaudindo o trabalho já realizado, ou criticando sem nada fazer. Os escoteiros são jovens preparados para servir voluntariamente, e aqueles que os conhecem sabem o quanto fazem. O Movimento Escoteiro é atual e atuante, procurando dar ao jovem a formação ideal, preparando-o para ser um bom cidadão.

Desenvolvimento Físico: Proporciona o desenvolvimento mental e físico do jovem, por meio de jogos ao ar livre, exercícios, práticas especiais, excursões e acampamentos.

Desenvolvimento Moral: A finalidade é o caráter com um propósito. E o propósito é que essa geração seja sadia no futuro para desenvolver a mais alta forma de compreensão e dever para com Deus, a Pátria e o Próximo.

Desenvolvimento Intelectual: E, por último, dá uma preparação adequada pelo conhecimento adquirido em cada uma das etapas de classe (noviço, 2º e 1ª classe) como cozinha, campismo, nós, natação e salvamento, regras de segurança, orientação, transmissão de sinais, estudo da natureza etc e também pelas Insígnias de Especialidades, que desenvolvem a vocação de cada um dos jovens.

Arte Mateira e Campismo, a saúde, o autodomínio, a coragem, o sentimento de camaradagem e uma profunda apreciação da obra de Deus são desenvolvidas pela vida ao ar livre e o estudo da natureza. O campismo é a parte integrante do sistema pedagógico escoteiro.

A Lei do Escoteiro: O cumprimento de valiosíssimo Código de Honra pelas máximas da Lei Escoteira, que estimula o rapaz a ser um cidadão honrado, leal, útil, amigo, bondoso, obediente, alegre econômico e limpo.

Trabalho em Equipe: A partir do momento que o jovem ingressa no movimento escoteiro, ele integra uma equipe, que é chamada de patrulha, quando então, desenvolverá hábitos e qualidades de disciplina, tão importantes para o sucesso dos trabalhos. Ele sempre terá uma função (secretário, tesoureiro ou almoxarife etc). É no trabalho em equipe que o jovem se desenvolve individualmente, com responsabilidade, adquirindo uma autoconfiança.

O Método: O sucesso do escotismo está baseado no seu método próprio, que vai ao encontro dos anseios normais do jovem, proporcionando maneiras atraentes de realizar suas aspirações, orientando-as ao mesmo tempo, para finalidades socialmente úteis por meio de jogos e costumes, tradições, trabalhos manuais, exploração, excursões e acampamentos, entre outros.

O Uniforme: O uniforme, a patrulha e a tropa servem para a conservação da unidade da harmonia e do ritmo do espírito que os jovens buscam no Escotismo.

Espírito Internacional: Espírito Internacional ou a amizade internacional. O escotismo tem-se ocupado de incluir e destacar em seu programa aquilo que os rapazes das diferentes nações do mundo têm em comum: a igualdade dos ideais, pondo em prática meios adequados ao seu alcance sem se preocuparem com raças, crenças e castas. Da sua influência no desenvolvimento da "boa vontade" sobre os homens.

Escotismo é Recreação?

 

Sim e Não. Na verdade o Escotismo é muito mais do que simples recreação. É diversão com objetivos educacionais.

Só existem Escoteiros no Brasil?

 

Não! O movimento escoteiro existe a mais de 90 anos, tendo chegado aqui apenas dois anos após o seu início na Inglaterra. O movimento escoteiro pode ser definido como o maior movimento de jovens do planeta com presença em mais de 216 países e territórios.

Escoteiros são Militares ?

 

Não! Não existe nenhum vínculo entre o Escotismo e qualquer força armada. O Movimento escoteiro não é uma força para-militar ou pré militar, não preparamos os jovens para seguir carreira militar. Alguns grupos escoteiros realizam suas atividades em Batalhões das forças armadas, mas o envolvimento se limita apenas ao local de atividade. 

A que igreja estão ligados os Escoteiros?

 

O Movimento Escoteiro não é ligado a nenhuma religião. Porém o Escotismo orienta os jovens na busca da religiosidade. Durante as reuniões escoteiras os jovens são incentivados a buscar o seu Deus e praticar as atividades de sua igreja. Um dos princípios do Escotismo é que cada membro tenha seus princípios espirituais, vivenciando ou buscando a religião que os expresse e respeitando as demais. Desta forma Católicos, Evangélicos, Judeus, protestantes de diversas denominações e de diversos outros credos podem estar lado-a-lado.

Cada um na sua busca e respeitando a escolha dos demais. Um exemplo prático Os Lobinhos Católicos consideram Francisco de Assis como o Padroeiro da Alcatéia. Os Lobinhos de outros credos religiosos, que não consideram Francisco como um Santo, podem conhecer a estória deste homem que amava a Deus, ao próximo e os animaizinhos da floresta. Certamente é um exemplo de vida independente de religião.

Quem pode participar?

 

Escotismo é aberto a todos, sem discriminação de raça, credo, origem, condição social, física ou mental. Seguindo o propósito, os princípios e método concebidos por seu fundador, o inglês, Lord Robert Baden-Powell.

Só meninos podem ser escoteiros?

 

Não, as meninas também participam do Escotismo. Meninos e meninas, rapazes e moças trabalham juntos no desenvolvimento das tarefas e atividades.

Os Escoteiros ajudam a Comunidade?

 

Os escoteiros participam atendendo necessidades reais. Os escoteiros são envolvidos em um número vasto de assuntos que enfrentam as comunidades onde eles vivem. Escoteiros trabalham com outros grupos da comunidade para alcançar objetivos mútuos. Eles trabalham com amigos, outras ONG´s, líderes de comunidade e outras organizações. Muitos trabalham em projetos de cooperação bilateral entre escoteiros e comunidades específicas, grandes empresas, projetos especiais. Este aspecto do escotismo desenvolve uma cidadania atuante, e responsável.

Colocar meu filho no escotismo não compromete seu tempo de estudo?

 

As atividades escoteiras não interrompem de modo algum suas atividades habituais (horas de trabalho nos escritórios, oficinas e escola), na verdade as atividades desenvolvem-se principalmente nas horas livres do rapaz.

Os adultos podem participar?

 

Sim! O direcionamento do Escotismo é para os jovens, mas os adultos são imprescindíveis na aplicação do programa escoteiro. Os adultos também se beneficiam à medida que têm uma chance de, voluntariamente, ajudarem crianças e jovens. Um modo para melhorar a compreensão entre gerações, adquirir novos conhecimentos e experiências

que, certamente, somam muito ao desenvolvimento pessoal de cada um. O ingresso, bem como a permanência no Movimento é inteiramente voluntário.

Quem custeia o Escotismo?

 

Os Grupos Escoteiros tem diversas formas de custeio. Recebe doações de empresas ou entidades patrocinadoras ou, na ausência delas, recolhe contribuições dos pais na forma de mensalidades. É uma contribuição nada proibitiva uma vez que é destinada apenas para a compra de materiais de uso nas atividades e demais gastos operacionais. O material individual é de responsabilidade de cada membro, mas os materiais de uso coletivo, barracas, equipamentos de segurança, são de responsabilidade do Grupo sendo adquiridos através das receitas do grupo.

Estou interessado, o que faço?

 

Que bom que você se interessou. Agora que você conhece um pouco mais do escotismo que acha de conhecer o Grupo Escoteiro? Convide seu filho para ir também. Assim, enquanto ele(a) participa de uma atividade com o Grupo, você pode conversar com os Chefes Escoteiros (os adultos que cuidam dos Grupos).

Texto copiado do site da UEB-SP

Institucional

Utilidades